10.12.05. Denmark suspends foreign aid

(Sic, Port.) Denmark suspends foreign aid in Mozambique. Denmark is one of the most important aid partners.
 

More news on this theme:

Zambeze online: “Dinamarca rescinde apoio a educação em Moçambique” (one of the most affected regions in Mozambique affected with this decision)

SIC online: “Extenas irregularidades”

Angola Press: ” Dinamarca suspende cooperação devido a extensas irregularidades”


Zambeze Online:

A Dinamarca decidiu romper todos os finaciamentos a Moçambique até que sejam exclarecidos, alegados desvios de aplicações de fundos destinados ao financiamento de um projecto do ministério da educação que previa a construção de escolas na província da Zambézia.

A medida é resultado de uma auditoria realizada em Março segundo a qual grande parte do finaciamento foi desviado para outros fins não o preconizado pelo projecto.

Entrevistado pela B.B.C. Lucas Chomera, ministro da Administração Estatal disse não ter conhecimento de tal decisão. A embaixada da Dinamarca em Maputo deverá ter enviado as finanças um pedido de mais investigações, entretanto a ministra dinamarqueza disse estar a estudar atenciosamente o caso, mas enquanto isso o governo Dinamarquês decidiu romper qualquer financiamento a Moçambique, até que o caso seja exclarecido.

Sic:

A Dinamarca anunciou hoje a suspensão de um programa de cooperação com Moçambique na área da educação, alegando ter detectado “extensas irregularidades” na sua administração. O programa apoiado pela Dinamarca desenrola-se na província da Zambézia, centro de Moçambique, e foi alvo de uma auditoria levada a cabo pela embaixada do país em Maputo.

“A parte preliminar da auditoria acaba de ser concluída e mostra extensas deficiências na administração do programa, incluindo o não cumprimento de regras e procedimentos e falta de documentação e de aprovação para despesas pagas ao abrigo do programa”, refere um comunicado divulgado hoje na página electrónica da representação dinamarquesa em Moçambique.

“As irregularidades referem-se a uma parte substancial dos pagamentos feitos ao abrigo do programa, mas ainda não é possível quantificar as irregularidades e as suspeitas de fraude”,

Face a esta situação e até ao final da investigação, foi decidido suspender “todas as novas actividades e os pagamentos feitos ao abrigo do programa de educação”, acrescenta o documento, segundo o qual todas as actividades que envolvem partes terceiras vão continuar mas agora sob uma “mais rigorosa supervisão”.

A embaixada da Dinamarca em Maputo informa ainda que foi pedido aos ministérios das Finanças e da Educação e Cultura de Moçambique o seu envolvimento nas auditorias e nos passos que serão dados, incluindo a decisão de “notificar a polícia ou envolver a unidade para os crimes económicos da Procuradoria-Geral da República de Moçambique”.

A Dinamarca é um dos principais parceiros de cooperação com Moçambique, contribuindo com cerca de 50 milhões de euros por ano para sectores como educação, saúde, agricultura e reforma do sector público, entre outros.

Em Outubro, durante a sua visita a Moçambique, o primeiro-ministro dinamarquês, Anders Rasmussen, elogiou “os progressos” alcançados no combate à pobreza e anunciou o apoio directo ao Orçamento Geral de estado moçambicano com 8,3 milhões de euros.  assinala o comunicado.

Angola Press:

Maputo, 10/12 – O governo dinamarquês anunciou sexta-feira a suspensão de um programa de cooperação com Moçambique na área da educação, alegando ter detectado “extensas irregularidades” na sua administração.

O programa apoiado pela Dinamarca desenrola-se na província da Zambézia, centro de Moçambique, e foi alvo de uma auditoria levada a cabo pela embaixada do país em Maputo.

“A parte preliminar da auditoria acaba de ser concluída e mostra extensas deficiências na administração do programa, incluindo o não cumprimento de regras e procedimentos e falta de documentação e de aprovação para despesas pagas ao abrigo do programa”, refere um comunicado divulgado hoje na página electrónica da representação dinamarquesa em Moçambique.

“As irregularidades referem-se a uma parte substancial dos pagamentos feitos ao abrigo do programa, mas ainda não é possível quantificar as irregularidades e as suspeitas de fraude”, assinala o comunicado.

Face a esta situação e até ao final da investigação, foi decidido suspender “todas as novas actividades e os pagamentos feitos ao abrigo do programa de educação”, acrescenta o documento, segundo o qual todas as actividades que envolvem partes terceiras vão continuar mas agora sob uma “mais rigorosa supervisão”.

A embaixada da Dinamarca em Maputo informa ainda que foi pedido aos ministérios das Finanças e da Educação e Cultura de Moçambique o seu envolvimento nas auditorias e nos passos que serão dados, incluindo a decisão de “notificar a polícia ou envolver a unidade para os crimes económicos da Procuradoria-Geral da República de Moçambique”.

A Dinamarca é um dos principais parceiros de cooperação com Moçambique, contribuindo com cerca de 50 milhões de euros por ano para sectores como educação, saúde, agricultura e reforma do sector público, entre outros.

Em Outubro, durante a sua visita a Moçambique, o primeiro-ministro dinamarquês, Anders Rasmussen, elogiou “os progressos” alcançados no combate à pobreza e anunciou o apoio directo ao Orçamento Geral de estado moçambicano com 8,3 milhões de euros.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: