Mozambique work permits

very interesting story. Work permits in Mozambique: portuguese come first before any other nationality, with over 500 colective applications, about a third. However, we don’t know how many were actually allowes in. Some brief references to Mozambique policy regarding foreign work in the country.

Diário Digital, 26 Jan

Moçambique: Portugal lidera lista de candidatos estrangeiros a emprego
Portugal liderou a lista de pedidos de emprego em Moçambique para cidadãos estrangeiros, ao abrigo da qual foram emitidas 4.050 autorizações em 2005, segundo dados do Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional (INEFP) moçambicano.


Mais de 4.050 estrangeiros foram autorizados a trabalhar em Moçambique em 2005, na sequência de 1.912 pedidos de emprego, quase sempre colectivos, submetidos às autoridades, 569 dos quais para cidadãos portugueses.

Dados do INEFP, tutelado pelo Ministério do Trabalho, Portugal liderou a lista dos países estrangeiros com mais pedidos de emprego em Moçambique, com 569, seguido pela África do Sul, com 403 pedidos.

Apesar de ter submetido menos pedidos de emprego do que os nacionais portugueses, a África do Sul teve mais cidadãos autorizados a trabalhar em Moçambique no ano passado, com 541, e a China, em segundo lugar, com 440 candidatos aprovados.

Um pedido abrange normalmente vários trabalhadores, não tendo sido divulgado o número de portugueses autorizados a trabalhar em Moçambique em 2005.

O número de pedidos inclui ainda trabalhadores de Cuba, com duas licenças de emprego, e a Alemanha, com apenas uma, apontam os dados do INEFP.

No mesmo período, foram rejeitados 137 pedidos de emprego para estrangeiros, devido ao não preenchimento dos requisitos exigidos pela legislação laboral moçambicana para estrangeiros.

Uma das mais importantes exigências da Lei do Trabalho para o emprego de estrangeiros é que não haja nenhum moçambicano apto a ocupar o posto.

Segundo o mesmo apuramento, dos 1.912 pedidos de emprego para estrangeiros submetidos em 2005, 1.080 foram para cargos de gerente e a maioria está ligada à construção civil.

Quanto às habilitações académicas dos candidatos, o seu nível de escolaridade vai do primário até ao nível de licenciatura, indica ainda o balanço do INEFP.

Diário Digital / Lusa

Advertisements

20 Responses to “Mozambique work permits”

  1. Marcia Sardeira Says:

    Gostaria de ir trabalhar para Moçambique. Como enviar a minha candidatura às empresas ou mesmo ver as oportunidades?
    Obrigado e melhores cumprimentos,

    Marcia

  2. Goivanni Says:

    ^^^^
    Eu tamem, alguem tem informaçoes?

  3. informozambique Says:

    Gostava de responder com certeza, mas infelizmente o que te
    posso dizer é: não sei.

    Conseguir um visto de trabalho, como tal, não é fácil em
    Moçambique. Eu diria que 95% dos vistos atribuídos são para
    pessoas já integradas no âmbito de uma empresa, a quem são
    atribuídos vistos colectivos. A política (que francamente me
    parece correcta) é a de que só se atribuem vistos para postos
    para os quais não há candidatos moçambicanos, ou seja, com
    formação específica superior.

    Sugiro-te duas coisas: primeiro que entres em contacto com a
    embaixada (o melhor sera ir la pessoalmente). Aí é possível que te dêem mais informações. Depois, que tentes procurar na net empresas que tenham representação em Moçambique. Não sei qual será a área profissional, mas com certeza encontrarás algo (cimpor, escola portuguesa, etc, tudo depende da tua área). Poderas então mandar CVs e pedir mais informação.

    Da experiência que tenho, não é coisa fácil (mas não quero
    desencorajar ninguem!). Do que conheço, as pessoas que estão lá a trabalhar sem ser pelas grandes empresas acabam por ir
    renovando precariamente um visto temporário, já em Moçambique.

    Finalmente, ha uma outra sugestao que podem seguir: entrar em contacto com bloggers que escrevem de Mocambique, perguntando-lhes por conselhos. Neste momento nao estou em Mocambique, pelo que me e’ complicado saber qual e’ a situacao.

    Espero que isto ajude.
    Filipe

  4. sousa jardim Says:

    gostaria muito de trabalhar em Moçambique na minha aria que é Gerente Geral de Hotel , Gerente de Alimentos e Bebidas , tenho esta minha porfição à mais de vinte anos e me formei no Canadá Vancouiver e o meu maior deseijo até hoije foi trabalhar em Africa por favor me fação rializar este meu nonho aguardo e desde já muito obrigado

  5. Filipe Says:

    Caro Sousa Jardim,
    Gostaria de poder ajudar, mas o que sei já foi explicado num comentário anterior. Sugiro que contacte ONGs (ou NGO’s) que trabalhem naquela zona para mais informação; em alternativa, contacte directamente empresas da área da restauração que operem em Moçambique.
    Boa sorte,
    Filipe

  6. Maria Helena Perez Says:

    Caros Senhores,
    Gostaria de saber a quem tenho que me dirigir para enviar o meu curriculum vitae, dado que pretendia ir trabalhar em Moçambique.
    Grata pela atenção,
    Maria Helena Perez

  7. Estêvão gonçalves guedes Says:

    Gostava de trabalhar em Moçambique , sou mecanico auto ,e trabalho á4anos como perito de seguros , gostava de ajudar a desenvolver este pais

  8. Rui Oliveira Says:

    Exmos. Senhores
    Com os melhores cumprimentos.

    Venho por este meio e em anexo enviar o meu “ Curriculum Vitae “, manifestando desta forma o meu interesse em poder vir a fazer parte da vossa equipa.
    Creio que, também, seria do interesse da vossa empresa ter um colaborador com os meus conhecimentos e capacidades.
    Tenho que salientar que preservo muito o espirito de equipa, pontualidade e assiduidade, honestidade, capacidade de resolução rápida de situações imprevistas, organização, e gosto pelo trabalho, estas são para mim as forças motoras do sucesso.

    Assim, solicito que o meu “ Curriculum Vitae” seja apreciado com a máxima atenção pois estou em crer que irá de encontro ás V/necessidades.

    CURRICULUM VITAE ( Português )

    curriculum vitae ( inglish )

  9. Luis Costa Says:

    Exmos Senhores

    Gostaria de trabalhar em Moçambique, sou licenciado em história variante de arqueologia, e estaria interessado em trabalhar em areas relacionadas com o patrimonio e a cultura, ou em alternativa no ensino de história.

  10. Tiago Motas Says:

    Gostaria de trabalhar em Moçambique na area das telecomunicações , tenho curso em satelite, cabo, voz e adsl.
    Agurdo contacto e com os melhores comprimentos me despeço Tiago Motas

  11. Francisco Pinto Says:

    Sou técnico e formador de Informática e gostaria de trabalhar em Moçambique, tanto como técnico mas também como formador.

  12. susana Says:

    Olá a todos!
    Parece que andamos todos à procura da mesma coisa.
    As coisas não estão nada fáceis.
    O meu nome é susana, sou advogada e também ouvi dizer maravilhas de Moçambique.
    Se alguem conhecer alguem que tenha uma colocação para mim.
    obrigado

  13. Francisco Marques Pousinho Says:

    Sou formador de Mecânicos de Motores Diesel, pretendo trabalhar em Qualquer país africano de Lingua Portuguêsa

  14. sonil Says:

    chamo me sonil, bacharel em ciencias da comunicacao, na universidade catolica de mocambique em sistema pbl, estou disponivel em trabalhar em qualquer pais de lingua oficial portugusa.

  15. sonil Says:

    chamo me sonil, bacharel em ciencias da comunicacao, na universidade catolica de mocambique em sistema pbl, estou disponivel em trabalhar em qualquer pais de lingua oficial portuguesa.

  16. Luis Says:

    Gostaria muito de trabalhar em Moçambique sou fotografo profissional e designer gráfico, possuo todo o equipamento necessario para a minha area.

  17. Pedro Manuel Says:

    Gostaria de trabalhar em Moçambique na área de gestão de bibliotecas e centros de documentação (processamentos técnicos, difusão de informação, ensino de biblioteconomia, etc.). Sou doutorado nesta área pela Universidade de Barcelona e com uma vasta experiencia profissional numa Universidade portuguesa com grande renome.

  18. Pedro de Sousa Ferreira Says:

    A melhor maneira de trabalhar em Moçambique, é levar no minimo 15 ou 20 000 euros e, chegando a esse magnifico pais, criar e desenvolver a sua propria actividade.

  19. Rui Oliveira Says:

    Exmo(a) Senhor(a),

    Fui alerta-do pela exposição do meu curriculum no vosso site (21 July 2006 ás 6.39 pm, pagina central ), sendo assim venho por este meu pedir a vossa compreensão e retirem-o imediatamente.

    Obrigado pela atenção
    Rui Oliveira

  20. Rui Coelho Says:

    Boa tarde.

    Rui coelho, nasci em Moçambique na cidade da Beira em 1972, tendo vindo para Portugal em 1974, tenho licenciatura em Arquitectura e exerço actos relacionados com a profissão desde 2002 na qual trabalho como profissional liberal. Procuro novos desafios e ambições de emprego em Moçambique na área da construção civil.
    Junto envio curriculum vitae.
    Desde já um muito obrigado pelo vosso tempo despendido.
    Com os melhores cumprimentos Rui Coelho.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: